UA-142702713-1
 
  • MOPS Brasil Blog

Escolhendo conexão no casamento


Quando eu era uma jovem mãe, li todos os livros sobre pais que pude encontrar, obcecada em criar filhos incríveis. Era minha prioridade número um. Então, do nada, eu senti o cutucão familiar do Espírito Santo, quase como um sussurro, e eu nunca vou esquecer: “Eu nunca vou abençoar você fora da ordem. Comece com o seu casamento”. Eu sabia exatamente o que Deus estava me dizendo naquele dia. Não era que Ele não queria que eu fosse uma ótima mãe e criasse filhos incríveis, era que Ele não queria que eu fizesse isso às custas do meu casamento.

Decidi trabalhar em algumas coisas que vinha negligenciando em meu casamento. Eu não tinha certeza por onde começar; Eu simplesmente sabia que queria amar meu marido da maneira mais humana possível. Então decidi começar com o fundamental: espírito, mente e corpo. Anos mais tarde, eu descobriria que o contato com meu marido nessas três áreas deu ao nosso casamento uma força que resistiria ao passar do tempo.

Se você deseja se conectar com seu cônjuge de forma mais intencional, aqui estão algumas idéias que funcionaram para nós:

Espírito

Meu marido e eu estamos casados há quase 31 anos, e nossa vida espiritual tem sido o núcleo em torno do qual nosso relacionamento se aprofundou. Seu relacionamento com Deus é a essência de quem você é, então faz sentido que nosso casamento seja fortalecido quando investimos em nossa vida espiritual juntos.

Dependendo da época de nossa vida familiar, a maneira como cultivávamos nosso amor a Deus juntos mudou. Fizemos caminhadas para orar, participamos de reuniões de pequenos grupos com outras famílias ou até investimos em escapas de fim de semana para nos concentrarmos em crescer espiritualmente juntos.

Às vezes, um beijo rápido e uma oração enquanto um de nós estava correndo porta afora para o trabalho ou uma reunião era o que podíamos oferecer. Ainda assim, era algo. Uma coisa que meu marido fez consistentemente, e ainda faz, foi orar por mim. E eu oro por ele. Às vezes, fazemos isso na presença um do outro, mas muitas vezes não. O simples fato de saber que oramos um pelo outro fortaleceu nosso casamento.

Quais são algumas maneiras pelas quais você pode se conectar espiritualmente com seu cônjuge?

Mente

Como uma mulher ocupada, esposa, mãe e cerca de meia dúzia de outros títulos, pode ser fácil esquecer a importância de nutrir nossas mentes. É ainda mais fácil negligenciar essa parte como casal. A quantidade de informações novas, interessantes e instigantes que absorvemos semanalmente é espantosa e pode ser uma ponte para nos conectarmos com nosso cônjuge de maneira poderosa. Seja intencional ao compartilhar o que você está aprendendo, o que você está pensando, o que você acha interessante.

Quando as crianças eram muito pequenas e era difícil ter uma conversa estimulante e ininterrupta, fazíamos algo chamado “Hora do Sofá”, 20 minutos, sentados no sofá juntos. Era um momento só para mim e para ele, e ensinamos nossos filhos a respeitar esse tempo. Eles podiam assistir a um show, jogar um jogo ou brincar uns com os outros em outra sala até que o nosso tempo acabasse. Ultimamente, temos lido e discutido sobre livros, assistido bons documentários e, atualmente, estamos investindo tempo orientando jovens e servindo juntos no ministério. Não é que precisemos fazer todas essas coisas juntos, mas reservamos um tempo para usá-las como outro ponto de conexão em nosso casamento.

Quais são algumas maneiras pelas quais você pode se conectar mental ou intelectualmente com seu cônjuge?

Corpo

Quando pensamos em nos conectarmos fisicamente com nossos maridos, muitas vezes pensamos imediatamente em sexo. Embora esse seja um componente-chave para um casamento saudável, primeiro temos que nos sentir à vontade com nosso próprio corpo. Lembre-se, a ordem é importante. Sua conexão física com seu cônjuge será tão íntima e saudável quanto seu relacionamento com seu próprio corpo.

Nem sempre amei meu corpo e isso me impediu de me conectar livremente com meu marido. Então, eu tive que cair na real sobre essa relação de amor e ódio que eu tenho com exercícios físicos e encontrar algo que eu goste, que me ajudasse a valorizar meu lado físico. Algo com que eu poderia me comprometer de forma realista. Para mim é uma caminhada. Para você, pode ser ioga, ciclismo, natação ou qualquer uma das muitas maneiras pelas quais você pode mover seu corpo. Não se trata de perder peso ou melhorar seu corpo, trata-se de dar a si mesmo o presente da paz com seu eu físico. Tomar a decisão de movimentar meu corpo melhorou minha conexão física com meu marido de maneiras incríveis.

Quais são algumas maneiras pelas quais você pode se conectar fisicamente com seu cônjuge?

Agora estamos curtindo a fase do ninho vazio porque nos comprometemos a trabalhar no nosso relacionamento. Temos sido intencionais quanto à nossa conexão ao longo dos anos e valeu a pena. Se você deseja se aproximar de seu cônjuge e encontrar maneiras de fortalecer sua base juntos, comece com estas três áreas: espírito, mente e corpo.


Considere marcar um encontro para avaliar como as coisas estão indo nessas três áreas de conexão e pensar em maneiras de se conectar com mais frequência. Dê um pequeno passo em cada um e você experimentará os dons de uma vida ordenada por Deus.


Deborah Porter

Postado originalmente do blog do MOPS International.


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo