UA-142702713-1 Há um tempo para cada propósito
  • MOPS Brasil Blog

Há um tempo para cada propósito

Atualizado: 23 de Nov de 2019


Há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu. (Ec 3:1)

Isabela recentemente completou oito anos e, em sua lista de presentes, vieram três sugestões de bonecas. Me lembro que ri muito, ouvindo ela explicar o atributos de cada uma, falar sobre os preços, “nada caro mamãããe”, e os motivos que a levaram a querer cada uma delas.


Quando comentei com o GG, ele só riu e falou: “então ela quer ganhar bonecas!”. Sim, em minha “sabedoria humana materna”, já estava escolhendo brinquedos que eu julgava que seriam mais coerentes com a sua nova idade, por assim dizer. E confesso que muito me surpreendeu ela ainda querer bonecas.


No fundo eu me surpreendi, porque nossa sociedade banalizou tanto as nossas meninas de brincarem de bonecas, que nada é mais importante que um tablet na mão, um patinete ou um roller. Bonecas são supérfluas, de um passado que de ora encantador, hoje não existe mais, passado os anos iniciais.


Mas eu esqueci que criei minha filha para brincar de bonecas. Eu sempre estimulei isso, eu adoro quando ela as leva para o banho, eu a deixo usar o meu shampoo e condicionador, mesmo com dor no coração (rs). Eu ainda a levo no brechó para ela escolher roupas e sapatinhos para suas pequenas companheiras... e companheiros, sim “eles” existem: Enzo Rafael e o Mário, dois lindos bonecos perdidos entre vestidos e laçarotes.


E eu ainda sorrio de canto de boca, quando vejo ela passando os cremes nos cabelos, arrumando eles para saírem e depois me perguntando o quanto todos estão bonitos. Ah, eu também lavo as roupinhas delas/es junto com as dela e passo amaciante.


No fundo eu entendo que isso é reflexo de uma infância saudável e feliz, mesmo que eu também compreenda que existem crianças em sua idade que preferem outros brinquedos.


Mesmo minha filha fazendo jiu jitsu, adorando futebol, montar legos e jogar com o pai no tablet, ela ainda para mim é minha princesa, a garota que Deus tão milagrosamente me concedeu e porque eu iria querer apressar os próximos processos e etapas de sua infância?


Quando ela fez essa pequena lista, mesmo entendendo que ela esta crescendo e percebo claramente isso, em seu corpo se transformando, suas tiradas rápidas e aquela inteligência que nos é tão característica, ela ainda tem só oito anos. Ela ainda quer brincar e ir vestida de princesa na escola.


Como está escrito em nossa Bíblia, que “para tudo existe um tempo certo”, por que nós pais deveríamos apressá-lo ou mesmo ignorá-lo? Seguiremos adiante, deixando que o tempo se encaminhe de fazê-los crescer, em graça, sabedoria, estatura e conhecimento, diante de nós, homens e perante Deus. Nossa missão é termos a sabedoria de instruí-los sabiamente nos caminhos em que eles devem andar, cientes que, cada etapa, mostrará a eles o propósito das suas vidas e a certeza que não estão aqui em vão.



Denise Correa


Denise Corrêa é formada em administração, esposa e mãe de uma menina de oito anos. Em sua casa você encontrará muitos sons, barulhos e risadas. Ama a rotina musical do seu marido, músico, e da sua pequena filha, Isabela. Cardiopata de nascença, possui o coração do lado direito e órgãos invertidos (Dextrocardia e Situs Totalis Inversus). Portadora de válvula mecânica, sua primeira gravidez foi um verdadeiro milagre. Sua facilidade em escrever coisas cotidianas e falar da bondade do Pai lhe renderam boas amizades, de perto e de longe.


MATRIZ NOS ESTADOS UNIDOS:

www.mops.org

MOPS International, Inc. 
2370 South Trenton Way 
Denver, CO 80231-3822

 

TELEFONE:

303.733.5353 or 888.910.6677

 

EMAIL MOPS:

info@mops.org (General Info) 

NAVEGAÇÃO NO SITE

NAVEGAÇÃO NO SITE

NOSSO BLOG

NOSSAS REDES SOCIAIS

  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Pinterest Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Blogger Icon

PORTUGUÊS:

www.mopsbr.com.br

EMAIL MOPS Brasil:

ministeriomops@gmail.com

MOPS encoraja e equipa mães de crianças pequenas, em parceria com a igreja local, para descobrirem o seu potencial como mães, mulheres e líderes em seu relacionamento com Jesus.