UA-142702713-1 Modelando nossa imagem corporal
  • MOPS Brasil Blog

Modelando nossa imagem corporal


Lutei com a minha imagem corporal durante a maior parte da minha vida. Por isso é importante para mim ajudar meus filhos a se sentirem confiantes com os seus corpos, em vez de terem as mesmas inseguranças que eu enfrentei.


Mas como mãe, eu sei que é difícil controlar isso (ou controlar qualquer coisa, certo?).


Existem algumas coisas importantes que podemos fazer para ajudar nossos filhos a desenvolver relacionamentos saudáveis ​​com seus corpos:


Seja um bom modelo.

Nossos filhos estão assistindo e absorvendo tudo o que dizemos e fazemos. Eu sei que parece que eles não estão ouvindo metade do tempo, mas estão absorvendo tudo o que falamos e fazemos. Precisamos confiar que nossa modelagem é influente.


A maneira como você fala sobre seu corpo e a maneira como trata seu corpo é importante. Quando você está comprando ou experimentando roupas, olha no espelho e diz: "Uau, eu realmente gosto dessa cor azul!" ou você se olha no espelho, toca sua barriga com decepção e diz: "que horror!".


Quando você está se preparando para sair, você está perguntando ao seu marido se ele gosta da sua roupa ou se ele acha que você fica bem na roupa? Você está constantemente em dieta e falando sobre comida? O seu plano de exercícios é baseado na saúde, na perda de peso ou somente na aparência?


Não há problema em nos preocuparmos com o que comemos, como nos exercitamos e querer ter uma boa aparência em nossas roupas para nossos maridos. Mas a maneira como falamos sobre essas coisas modela como nossos filhos vão falar sobre seus próprios corpos. Tente perguntar sobre suas roupas e não sobre seu corpo. Tente falar sobre alimentos que alimentam seu corpo, em vez de calorias ou ingestão de gordura. Tente falar sobre o exercício como sendo importante para sua saúde mental e não apenas para perda de peso. Deixe seus filhos verem e ouvirem você modelando sua própria imagem corporal positivamente.


Mude a mensagem.

Nossa cultura tem uma tendência a falar apenas sobre nossos corpos em termos de peso e atratividade. Nossos filhos são bombardeados com mensagens para serem mais atraentes ou mais atletas. E mesmo que pensemos que nosso mundo está melhorando nisso, se prestarmos atenção à publicidade ou darmos uma olhada nas capas de revistas enquanto passeamos no shopping, ainda notamos a mensagem predominante de que ser magro e bonito é o que recebe a atenção do mundo.


Em algum momento, nossos filhos naturalmente começam a perceber diferenças entre seus corpos e os de seus colegas. Eles percebem que algumas pessoas estão se desenvolvendo mais rapidamente do que outras, outras parecem diferentes em roupas, etc. É impossível proteger nossos filhos desses tipos de mensagens sobre seus corpos.


Mas se prestarmos atenção ao fato de que a maioria dessas mensagens é sobre peso e atratividade, podemos começar a aumentar o diálogo falando sobre o propósito de nosso corpo e ajudar nossos filhos a entender o incrível design de Deus para seus corpos.


Uma ótima maneira de fazer isso é mencionar casualmente o quão forte ou inteligente nosso corpo é. Podemos enviar mensagens para que nossos filhos comecem a ver seus corpos como ferramentas, em vez de objetos para exibição.


Queremos que nossos filhos reconheçam que seus corpos fazem coisas legais! Por exemplo:

  • Quando nossos filhos praticam esportes, mencione o quão impressionante é que seus corpos se movam ou se dobram da maneira que praticam, ou que instintivamente sabem o que fazer ou para onde ir, ou que seus corpos foram treinados para realizar certas habilidades.

  • Ao preparar o jantar, fale sobre como é incrível que nossas mãos e braços tenham o controle de cortar cuidadosamente esses tomates e a força e destreza de fazê-lo com segurança.

  • Quando nossos filhos estão adormecendo, fale sobre como é incrível que nossos corpos saibam que é hora de relaxar, que nossos corpos estão desejando descanso para que possam fazer todas as coisas que precisam fazer amanhã.

  • Quando estamos no período menstrual, por mais que possamos odiá-lo, podemos enviar aos nossos filhos (meninos e meninas!) uma mensagem simples de que é legal que nossos corpos estejam fazendo o que estão fazendo. Às vezes, pode parecer nojento, mas também é incrível.


Enquanto o resto do mundo quer conversar com nossos filhos sobre como seus corpos são, vamos começar a conversar com nossos filhos sobre o que seus corpos estão fazendo.

Vamos parar de falar sobre como são nossos corpos. Eu sei que é difícil, e não há problema em se preocupar com a aparência de nossos corpos, mas nossos filhos já são bombardeados com isso em todos os lugares. Quem sabe, além de ajudar nossos filhos a criar imagens corporais mais saudáveis, talvez também melhoremos a imagem corporal de nós mesmas!



Dra. Heidi Croatt


 

Postado originalmente no blog do MOPS International.

A Dra. Heidi Croatt é mãe de dois filhos, professora, pesquisadora de comunicação sexual em família e educadora de pais. Ela aparece em revistas e podcasts para pais e fala regularmente com grupos de pais com seu programa de educação para os pais, Além dos pássaros e abelhas: comunicando valores para criar crianças sexualmente saudáveis.

MATRIZ NOS ESTADOS UNIDOS:

www.mops.org

MOPS International, Inc. 
2370 South Trenton Way 
Denver, CO 80231-3822

 

TELEFONE:

303.733.5353 or 888.910.6677

 

EMAIL MOPS:

info@mops.org (General Info) 

NAVEGAÇÃO NO SITE

NAVEGAÇÃO NO SITE

NOSSO BLOG

NOSSAS REDES SOCIAIS

  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Pinterest Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Blogger Icon

PORTUGUÊS:

www.mopsbr.com.br

EMAIL MOPS Brasil:

ministeriomops@gmail.com

MOPS encoraja e equipa mães de crianças pequenas, em parceria com a igreja local, para descobrirem o seu potencial como mães, mulheres e líderes em seu relacionamento com Jesus.